segunda-feira, 30 de agosto de 2010


«… Desde criança tive a tendência para criar em meu torno um mundo fictício, de me cercar de amigos e conhecidos que nunca existiram. (Não sei, bem entendido, se realmente não existiram, ou se sou eu que não existo. Nestas coisas, como em todas, não devemos ser dogmáticos.) Desde que me conheço como sendo aquilo a que chamo eu, me lembro de precisar mentalmente, em figura, movimentos, carácter e história, várias figuras irreais que eram para mim tão visíveis e minhas como as coisas daquilo a que chamamos, porventura abusivamente, a vida-real. Esta tendência, que me vem desde que me lembro de ser um eu, tem me acompanhado sempre, mudando um pouco o tipo de música com que me encanta, mas não alterando nunca a sua maneira de encantar.»


Vocês ... existem?

6 comentários:

£oµ¢o Ðe £Î§ßoa 6:22 da tarde  

Não penso, vai daí, nem existo. Sou apenas eu.

PS: Peço-te que ao leres palavras minhas não deduzas que sou real!

pb 9:17 da tarde  

Bem dentro do conceito da realidade, eu axo que existo, senão vais ao Tico com quem ?? Beijo

Manuel da Mata 2:05 da manhã  

Pode ir ao Tico comigo. Ou podemos ir os três.
Eu gosto deste Fernando António.

Alex 11:17 da tarde  

Bem me parecia que vocês existiam.

  © Distributed by Blogger Templates. Blogger templates Newspaper III by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP