quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Apresso-me. O dia está no fim


Apresso-me. O dia
está no fim
mas vou fazer ainda
isto e aquilo. A noite
breve
como a sombra de uma ave
que passa. Apresso-me.
Porquê,
se tudo é nada?..
.
Casimiro de Brito

5 comentários:

Isa Lisboa 11:19 da tarde  

De facto, porquê viver com pressa, se o nascer do dia é lindo como o final...?

Beijo

Anónimo,  5:56 da manhã  
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Braulio Pereira 8:22 da manhã  

sempre em suave calma

doce dia sorrindo..


beijo.

Mariana 11:41 da tarde  
Este comentário foi removido pelo autor.

  © Distributed by Blogger Templates. Blogger templates Newspaper III by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP