segunda-feira, 11 de julho de 2011



O medo de perder
a gota que a folha sustém,
chamo por ti, pela tua mão
sempre tão longe
e quando perto não vem.

5 comentários:

Filoxera 10:27 da manhã  

Silêncio


(qualquer palavra estaria a mais...)

:-)

Manuel da Mata 7:07 da tarde  

Faço minhas as palavras da oradora que me precedeu.
Gosto . :)

IMaria 1:32 da manhã  

fiquei curiosa: o que deixou a gota que deixaste fluir no papel??

£ou¢o Ðe £Î§ßoa 5:01 da tarde  

Deixou a folha completamente borrada. Uma chatice.

Alex 10:31 da manhã  

Apetece pegar na caneta e desatar a escrever.

  © Distributed by Blogger Templates. Blogger templates Newspaper III by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP